PANTANAL SUL

Incêndio ‘incontrolável’ já consumiu 4 mil hectares da Serra da Bodoquena


Por Dayane Medina 10/08/2021 sem comentários


incêndio em Bodoquena

Divulgação/Bombeiros

Um incêndio na região extremo sul do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, tem tomado grandes proporções, fazendo com que brigadistas do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) estão tentando controlar as chamas desde sábado (7).

A área afetada pelo fogo já passa dos 4.000 hectares. As chamas avançam em três frentes ao redor do parque.

O fogo está sendo combatido por uma equipe de 31 brigadistas, dos quais 14 fazem parte de equipe do ICMBio de Mato Grosso do Sul e 17 integram a Brigada Nacional Wellington Peres, de Brasília, sob o comando de Estevão Marchesini.

Com a propagação das chamas, o trabalho de combate ao incêndio está priorizando as áreas importantes e de acesso público, como a Ponte do Rio Perdido, que liga os municípios de Bonito e Jardim.

“Estamos atuando com combate direto, monitoramento, construção da linha de defesa, com aceros de forma manual e com máquinas, e também contando com o apoio dos funcionários da Fazenda Santa Maria, que estão dando apoio logístico inclusive com alojamento”, afirma a analista ambiental do ICMBio, Nayara Stacheschy.

Ela afirmou que estão analizando o uso da técnica de combate às chamas conhecida como “contra-fogo”. “Estamos analisando o uso dependendo da ação do vento, e de uma forma que a gente consiga deixar um vão para que os animais tenham fuga”.

A FNB (Fundação Neotrópica do Brasil) vem acompanhando a situação de perto desde a manhã de segunda-feira (9).

A consultora ambiental da entidade, Fernanda Cano, esteve presente nas ações e auxiliou o trabalho. “Estamos realizando o monitoramento das áreas do fogo por meio do drone e possibilitando uma visão mais sistêmica da área atingida, além de garantir suporte para a equipe”. (Com informações da assessoria da FNB)



Deixe um Comentário