PANTANAL SUL

Governo avança para implantar o Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro


Por Pantanal Oficial 06/05/2021 sem comentários


Segue em fase de implementação, o Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro, em Mato Grosso do Sul. Dentre as medidas tomadas pelo Governo do Estado está a desapropriação de algumas propriedades rurais que ficam nos municípios de Aquidauana e Corumbá, situados no interior do Parque Estadual. O Decreto que trata da desapropriação de áreas será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE).

A intenção com a criação do Parque é proteger e contribuir com a manutenção dos ecossistemas naturais, bem como para a diversidade genética e das espécies que habitam no local. A iniciativa visa cumprir uma das medidas previstas em TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), firmado em junho de 2018, que tem a participação da Cesp (Companhia Energética de São Paulo) e os municípios de Bataiporã, Anaurilândia, Bataguassu, Santa Rita do Pardo, Brasilândia e Três Lagoas.

Os estudos e levantamentos fundiários, assim como a avaliação para desapropriação serão de responsabilidade da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), que vai contribuir para os procedimentos jurídicos da Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Parque Estadual do Rio Negro

Junto com as RPPNs (Reserva Particular do Patrimônio Natural) – Santa Sofia, Fazendinha e Rio Negro, o Parque Estadual do Rio Negro forma o maior conjunto de áreas naturais protegidas pelo Estado. Criado no ano 2000, a unidade abrange os municípios de Aquidauana e Corumbá, em área que contempla ambientes representativos e característicos do Pantanal, e em novembro do ano passado o georreferenciamento da unidade foi publicado, constatando uma área total de 76.802,6281 hectares. Essas áreas periodicamente inundadas são consideradas como o berçário dos peixes do Pantanal, e seu manejo correto é de fundamental importância para a preservação do bioma.

A unidade tem como atividade principal a pesquisa científica, mas o objetivo no futuro é desenvolver atividades de visitação, arborismo, safári fotográfico, observação de fauna e flora, dispondo de atrativos como trilhas, lagoas, fauna com grandes mamíferos e bosques.



Deixe um Comentário