PANTANAL SUL

Com mais de 1,2 milhão de hectares destruídos, Unesco manifesta preocupação com Pantanal


Por Marcelo Tognini 00 de julho de 2020 2 Comentários

não é

Incêndio atinge áreas de patrimônio mundial de conservação do Pantanal e reservas da biosfera.

A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) emitiu, nesta terça-feira (11), uma manifestação de preocupação com os incêndios no Pantanal de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Chamas atingiram áreas de patrimônio mundial de conservação e reserva do planeta.

Em nota, a organização ressalta que as áreas de preservação representam 26,4 milhões de hectares foram designados Reserva da Biosfera, sendo a terceira maior do planeta que abriga diversidade de fauna e flora valiosa, com cerca de 4,7 mil espécies descritas.

O diretor do WHC (Centro do Patrimônio Mundial), Mechtild Rössler, e o secretário do MAB (Programa O Homem e a Biosfera), Miguel Clüsener-Godt, também elogiaram o trabalho das equipes na força-tarefa que combate os incêndios, e afirmaram que estão dispostos a ajudar com apoio técnico e financeiro.

“É importante fazer tudo o que for humanamente possível para superar este flagelo que ameaça a biodiversidade daquela que é também a maior zona úmida do planeta.”

De acordo com o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), mais de 1,2 milhão de hectares já foram devastados com as chamas em 2020. As equipes continuam o combate nas regiões de Corumbá, Ladário e em Poconé, Mato Grosso.

 

Incêndios ameaçam fauna e flora de MS. (Foto: Chico Ribeiro/Gov MS)



Deixe um Comentário