PANTANAL SUL

Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios no Pantanal já está operando


Por Pantanal Oficial 06/05/2021 sem comentários


Após a devastação que ocorreu no ano passado, para 2021 o Corpo de Bombeiros vai estruturar o 3º Grupamento de Corumbá com mais viaturas e lanchas, antecipando-se ao período crítico dos focos de calor na região, que no ano passado ocorreu de janeiro a outubro.

Cinco equipes já foram escaladas e serão deslocadas para as localidades de Rio Negro, Alto Paraguai, Paiaguás e Nhecolândia para reconhecimento das áreas quanto a acessos, pontos críticos e para a construção de aceiros que protejam as pontes de madeira da Estrada Parque.

O Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais no Pantanal de Mato Grosso do Sul foi lançado em Corumbá e visa traçar estratégias, preparar equipes, e fazer o reconhecimento das áreas das operações por terra, água e ar. O Plano é uma ação integrada entre a Semagro (secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e o Corpo de Bombeiros.

“Vamos desenvolver um plano arrojado, contando com os investimentos (R$ 56 milhões) do Governo do Estado em viaturas, aeronaves e equipamentos, onde o Corpo de Bombeiros disponibilizará para as operações, se preciso, 700 dos seus 1.500 militares”, afirmou o comandante-geral da corporação, coronel Hugo Djan Leite, ao detalhar o plano a ser empregado no bioma, ao qual Corumbá está integrado com 45% do seu território.

Comandante do CBMS, coronel Hugo Djan Leite – foto: Divulgação

As primeiras equipes estarão montando suas bases nas localidades do Morrinho (ponte da BR-262 sobre o Rio Paraguai) e no Passo do Lontra, região que abrange a Estrada-Parque e limita os municípios de Corumbá, Miranda e Aquidauana. “O Estado pode nos oferecer toda tecnologia, mas temos que ter homens na área de fogo”, disse o comandante. “No início de abril já deslocamos duas equipes para os parques estaduais do Vale do Ivinhema e da Nascente do Rio Taquari com a mesma finalidade: levantar as áreas de maior incidência dos focos.” relatou.

 

Mais estrutura e ampliação do poder de resposta

Em 2020, o Estado realizou três grandes operações de combate aos focos de calor, com apoio das Forças Armadas, envolvendo bombeiros de outros estados. Este ano, o Corpo de Bombeiros terá uma estrutura operacional maior, e a compra de uma aeronave modelo Air Tractor (para lançamento de água) já está em processo de licitação.

O coronel Djan Leite adiantou que a corporação terá a disponibilidade de maquinários para abrir acessos nas regiões sem estrada ou alagáveis, cujos pontos críticos serão mapeados pelas equipes de levantamento, para garantir a rápida locomoção das tropas. A prefeitura de Corumbá também anunciou que está negociando a cessão de um helicóptero para atender o deslocamento dos bombeiros para áreas de difícil acesso.

“Vamos trabalhar integrados com as brigadas do Ibama e das reservas e também contamos com o apoio dos produtores rurais”, disse o tenente-coronel Luciano Lopes de Alencar, comandante do 3º Grupamento. “Com mais tempo de preparação da tropa e a estrutura que está sendo montada, o plano nos propiciará uma melhor capacidade de ação e de resposta ante os desastres ambientais e também à sociedade.” relatou.

 

com informações do Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

 



Deixe um Comentário