PANTANAL SUL

Vídeo: prefeitura aplica 293 doses e ribeirinhos comentam ‘vacina da esperança’


Por Pantanal Oficial 04/06/2021 sem comentários


A prefeitura de Corumbá aplicou 293 doses de vacina contra o coronavírus em abril nas comunidades Paraguai-Mirim, Domingos Ramos, Castelo e Jatobazinho e amanhã (5. junho), segundo os ribeirinhos, seriam aplicadas as segundas doses. Para os ribeirinhos, a “dose da esperança”, que trará mais tranquilidade para todos.

A prefeitura, no entanto, comunicou hoje (4.jun.21) que haverá um atraso. Nas 4 comunidades, serão iniciadas as aplicações das segundas doses a partir do dia 7 de junho. “As referidas localidades receberão o Programa Povo das Águas a partir do dia 07 [junho], haverá atendimentos médicos, odontológicos, dispensação de medição, e também será realizado a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19, bem como da Influenza e de todas do calendário vacinal”, afirmou nesta sexta-feira a assessoria da Secretaria de Saúde do município.

Em 15 de abril, o trajeto de vacinação durou 5 dias. A reportagem esteve no Alto Pantanal e verificou que uma fração pequena de ribeirinhos não aceitou receber o imunizante. “Saímos de Corumbá e pegamos 3 horas e meia de barco. Todos lá têm ciência do poder mortal da Covid. A grande maioria vacinou”, comentou o fotógrafo Marcos Maluf.

Em abril, durante a partida de 11 profissionais de saúde à missão de imunização, o prefeito Marcelo Iunes e a primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social e Cidadania, Amanda Balancieri Iunes celebraram o êxito na conquista dos imunizates às comunidades. “Essa é uma etapa muito importante desse processo de imunização. Por viverem em áreas de difícil acesso, as comunidades ribeirinhas foram incluídas nas prioridades do Programa Nacional de Imunização (PNI) e, graças a Deus, conseguimos viabilizar a chegada dessas doses até seu o público alvo”, afirmou o prefeito que inclusive, já foi contaminado e se recuperou da doença.

Em entrevista ao Pantanal Oficial, alguns moradores comentaram a chegada das vacinas, apesar disso, lamentaram que alguns moradores optaram por não se imunizar. Eles também traduziram a ansiedade da espera pela 2ª dose do imunizante.  Assista o vídeo abaixo:

COVID E H1N1

Conforme a secretária-adjunta de Saúde, Mariluce Leão, o trabalho de imunização dos ribeirinhos da Parte Alta do Pantanal é uma parceria da Prefeitura com a Associação Corumbaense das Empresas de Turismo (ACERT). “A Associação disponibilizou a embarcação e o Município vai arcar com o pagamento da tripulação e com o combustível”, explicou.

 

Mariluce disse que além das doses da Coronavac, a Secretaria Municipal de Saúde também levou doses da vacina contra a H1N1, para aplicar nos ribeirinhos que não receberam a dose contra o novo Coronavírus. No total foram 600 doses de vacinas.

A prefeitura explicou o que provocou o atraso de dois dias para que as segundas doses fossem aplicadas. “Houve um atraso nacional no envio da​s​ segunda​s​ dose​s​ da Coronavac, o que atrapalhou a logística. O atraso não trará impacto para a imunização​”, finalizou.  ​



Deixe um Comentário